≡ Menu

Como Faço Para Me Conhecer Melhor

como-faco-para-me-conhecer-melhor

A maioria das pessoas não se conhece. As pessoas não fazem ideia, mas se conhecer é uma das coisas mais complexas que existe.

Todavia, a cada passo que você dá ao autoconhecimento, uma série de portas se abre pra você.

Embora você nunca vá conseguir se autoconhecer por completo (se fosse o caso, você se teria a sabedoria de um mestre como buda, Sócrates ou um jesus cristo da vida). Apesar disso você ainda pode dar pequenos passos no dia a dia para autoconhecimento.

Porque se conhecer?

Citamos o tempo todo comportamentos inconscientes femininos. Mas nós, homens, também os temos aos montes.

Muitos podem auto sabotar nosso próprio psicológico, nos impedir de pensar claramente nos fechando para certas oportunidades, ficamos a mercê mais facilmente de julgamentos externos, fazemos escolhas erradas, não nos damos conta de vários hábitos perigosos, esquecemos de qualidades e memórias que temos.

Óbvio que tudo impacta nos flertes, desde a sua confiança, quantidade de tópicos e é claro, sabedoria para tomar decisões num namoro por exemplo.

A quantidade de vantagens em se conhecer são praticamente infinitas. Nesse tópico vamos citar alguns poucos exercícios/informações que vão mexer apenas na parte mais superficial da sua consciência. Mas já ajudará um pouco.

O fato é que dificilmente você vai conseguir se autoconhecer sozinho sem instrução, pesquisa e reflexão.

Isso porque sua própria mente cria certos bloqueios do pensar e auto ilusões em vários temas (neuroses, a incapacidade de dialogar consigo próprio). Pra isso serve a terapia clínica e os profissionais de filosofia.

Quadro dos desejos

Você vai pegar uma folha de papel, fazer uma cruz (4 quadrados). Em cada quadrante você colocará um título: Gosto e faço, Não gosto e faço. Não faço e gosto. Não faço, Não gosto.

Sente todo dia durante uns 3 dias e pense sobre as coisas que gosta de fazer, não gosta de fazer e o que está colocando em prática ou não. Faça uma lista longa em cada quadrado.

Atente-se principalmente ao “Gosto e não faço”. Parece simples, mas se você forçar a memória verá que tem muitos hobbies que você gosta e deixou passar batido. Certos gostos, principalmente habilidades que evoluem (como tocar instrumentos) tem grande impacto na sua autoconfiança.

Você pode a partir disso auto descobrir lugares que poderia socializar, coisas que te deixariam mais popular, etc.

Faça uma reflexão do que pode ser útil no seu dia a dia. Também poderia ter um Quinto tópico “O que gostaria de experimentar fazer?” e explorar mais suas possibilidades.

Mapa do dia

Anote exatamente as horas do dia que você acorda, quanto tempo ficou em frente na TV, quanto tempo demorou no banho, etc. No fim faça um gráfico de pizza colocando em porcentagem cada uma das suas atividades.

Isso permite você verificar como gasta seu tempo. Pense em como de fato gostaria de aproveitá-lo e crie o mapa que gostaria de seguir. Tente mudar sua rotina.

Coloque o telefone para despertar em cada horário para não “perder a hora”. Coloque asteriscos nas atividades “principais”, desta forma se acontecer algum imprevisto você pode substituir outra tarefa menos importante pro dia ser proveitoso.

Diário das interações

Mantenha um diário com você sempre. Sempre que interagir com alguém, anote como foi essa interação, o que você falou, o que sentiu, como a pessoa reagiu, etc. Depois repense como se saiu.

O que você poderia ter dito no lugar? Que outros possíveis tópicos ou outras formas de agir poderiam melhorar a interação? Anote as hipóteses/ideias.

Isso permite observar seus hábitos, padrões de fala e permite aprimorar sua habilidade social pela imaginação. Pois é uma forma artificial de incrementar seu repertório.

Diário das emoções/pensamentos

Tente flertar, puxar assuntos com desconhecidos e coisas do gênero com frequência. No verso do mesmo caderno, anote o que passou pela sua cabeça e o que sentiu. O mesmo ao interagir no dia a dia.

Fazendo isso você percebe suas reações emocionais (ansiedade, adrenalina, medo, etc), suas auto sabotagens (“ela tem namorado” ou “é bonita de mais pra mim”). Fazendo isso você pode adotar contra medidas.

Como respostas para você mesmo, técnicas de respiração, etc. Você pensar em contra medidas para se acalmar com base no que você sente de forma padrão.

Anote também com quem você sente isso e com quem se sente mais confortável. Muito provavelmente você achará padrões (fica calmo com tipo de X de garota, e nervoso com Y).

Assim você pode tentar treinar com o tipo que se sai melhor. Procurar garotas com esse perfil. Ou nos lugares que se sai melhor.

Biografia

Todo dia reflita sobre os melhores acontecimentos da sua vida, os mais divertidos, todas as curiosidades que já leu na vida, coisas que presenciou, aventuras, etc.

Principalmente as engraçadas, as que lhe dariam valor atrativo (proteção, confiança, pré-seleção, humor, liderança, aventureiro, etc). É importante ter seu dossiê de histórias/comentários/tópicos pra melhorar a conversa.

Escreva tente pensar em formas de aplicar esses tópicos ao diário de interações.

Estudar filosofia ou fazer terapia

Ambas são as áreas de estudo mestras em confrontar você com seu inconsciente.

Certamente a longo prazo você verá porta se abrindo e tomará atitudes que antes não tomaria (não é bom que eu dê exemplos, do contrário você pode rejeitá-los).

Mas segue o conselho, é útil. Mas só entenderá na prática.

Mapa de qualidades e defeitos

Pense sempre quais são as qualidades (principalmente de valor atrativo. E atrativo no sentido evolutivo que já tanto falamos) que você tem ou pode demonstrar mais facilmente.

Do mesmo jeito, pense que defeitos (inversão desses valores) você demonstra com mais frequência. Se entender seus pontos fortes e fracos poderá corrigi-los. Você pode pensar mais sobre o que pode enfatizar e o que pode ocultar.

Parece Óbvio falando assim, mas duvido que você já fez uma autoanalise minuciosa. E mesmo que tenha feito, quantas coisas você tomou atitude para mudar?

Tome a atitude filosófica

Atitude filosofia ou Postura filosófica é o habito de sempre olhar para as coisas pela primeira vez. Jogar na lata de lixo seus valores, preconceitos e seus conhecimentos ao pensar.

Tentar se sentir como um recém-nascido explorando um mundo e vendo-o pela primeira vez. Assim você pode questionar as coisas e chegar a conclusões mais racionais.

Por exemplo, se você se sente mal ao ser criticado por algo. Pense porque essa critica te afetou, a que isso te remeteu, se isso realmente muda algo.

Se você se recusa a ter alguma experiência porque não gosta, não pare ai, pense “o que exatamente eu não gosto nessa ideia? Porque exatamente isso me incomoda?” Como uma criança continue perguntando em eternos “porquês”.

Repense seus conceitos básicos. “O que sexo significa pra mim? Que são amigos pra mim? O que é mais importante pra mim na vida? Porque isso é importante? Que tipo de mulher eu busco? Porque busco esse tipo de mulher?”

Pensar assim pode lhe ajudar a quebrar certas auto sabotagens, traçar planos de vida que melhor lhe agradam, adquirir um senso de identidade mais focado na sua própria forma de pensar, o que melhora sua confiança, estima, te deixa menos vulnerável a críticas, entre outras coisas.

Renato Marques
Últimos posts por Renato Marques (exibir todos)

Entendi, mas o que eu faço agora?

Aprendi da maneira mais difícil que mesmo após ter entendido tudo o que está aqui, ainda sim é importante trabalhar o processo de sedução desde o inicio para ter sucesso com as mulheres.

Existem cursos presenciais de ótima qualidade mas que infelizmente possuem preços nem um pouco acessíveis, e portanto muitos homens que precisam desse conhecimento não vão poder ter acesso.

Como sei que é fundamental para ter sucesso com as mulheres aprender tudo sobre atração e sedução, digo por experiência própria que o curso do Bruno consegue te ensinar tudo o que você precisa saber para fazer qualquer mulher sentir fortes desejos por você.

Você vai perceber que os resultados do curso completo são bem mais satisfatórios do que aplicar uma única técnica por vez.

exclusivo