≡ Menu

Melhores Perguntas Para Fazer a Uma Paquera

bom-papo-com-uma-garota

Quando estamos no primeiro encontro com a garota ou quando estamos flertando com ela na primeira vez, obviamente estamos curiosos para saber mais sobre ela.

Não é incomum, que homens comecem a fazer dezenas de perguntas e a conversa fica chat, mas quando não elas são feitas parece que ainda são desconhecidos. Então como driblar isso? Como perguntar e quais perguntas fazer a uma paquera?

Evite perguntas chatas

A primeira dica que você deve ter em mente é que você deve reduzir perguntas ao máximo, pelo menos as perguntas do tipo “como o que você trabalha? Que tipo de música você gosta?” pois isso faz parecer uma entrevista de emprego.

Além de ser um dos piores tipos de flerte, esse conhecimento mais profundo da garota fica na fase do conforto, antes disso vem a atração (onde deve demonstrar valor e deixar ela interessada).

Você não deve se preocupar com coisas relacionadas opinião politica, região e demais temas polêmicos, você não quer descobrir isso no flerte, porque qualquer pequeno atrito agora quando estão se conhecendo corta o clima, mesmo se vocês combinarem vai parecer que não combinam.

Você vai conhecer ela com o tempo então não considere que você precisa descobrir característica X dela, até porque, se ela estiver interessada vai esconder sua “sombra”, e se não estiver interessada o atrito corta qualquer chance sua.

Então você não tem que descobrir nada no flerte, as informações vão aparecer conforme o conforto avança (vai e deve acontecer naturalmente), no flerte você quer demonstrar valor e entreter.

Como elaborar perguntas adequadas na paquera

De um jeito ou de outro, há alguns truques para que você possa conhecê-la sem ter esse clima estranho.

Primeiramente, faça perguntas que você pode imaginar um gancho a partir da resposta dela, seja lá o que ela diz, do contrário, ela responde, você faz outra pergunta, ela responde, e assim fica chato. É interessante que a interação flua entre uma pergunta e outra, após vir uma pergunta deve demorar pra vir outra.

Em vez de perguntas, prefira afirmações que sub entenda perguntas. Em vez de perguntar “qual seu tipo de música favorita” usar afirmações do tipo “eu gostaria de saber que tipo de música você gosta”.

Melhor ainda, você pode fazer de uma forma humorada e mais leve: “você tem cara de quem gosta de sertanejo, acertei? E eu? Tenho cara de quem gosta de que?”. Nesse caso, vocês não estão falando só de música, mas do estilo também. O mesmo pode ser aplicado a qualquer assunto.

Seguindo a dica anterior use qualquer brecha da conversa pra levar uma conversa a outra, frases como “Isso me lembra” ou “isso me trouxe a memória” ou “falando nisso” pode ser usadas para ligar um assunto a outro.

Se for fazer perguntas evite perguntas fechadas que ela possa responder com uma palavra use perguntas abertas, onde ela tem que formular uma resposta, pensar ou ser introspectiva. Por exemplo, ainda no exemplo da música, em vez de perguntar “Você gosta de rock?” você poderia perguntar “Como é seu gosto musical?”.

Tente evocar memórias ou levar ela a imaginação, por exemplo: “Você tem alguma memória feliz de alguma música em particular? Em tenho uma especial pra mim que é…”.

Basicamente use mais afirmações mais do que perguntas, fazer perguntas que tem mais de um conteúdo (como no exemplo de aliar música ao estilo), usar perguntas que podem usar gancho de uma conversa pra outra, não usar perguntas fechadas, mas perguntas que a façam formular a resposta, fazer perguntas que evoquem memórias ou a façam imaginação trabalhar.

Você nunca deve fazer perguntas a fim de só obter uma informação, cada coisa que ela fala é um investimento emocional da parte dela e pode ser usado pra conectar vocês, tentar descobrir coisas sobre ela a fim de avaliá-la pode romper essa conexão emocional. Além disso, como disse, ela também vai manejar a situação (se ela estiver interessada não vai mostrar seus defeitos. Se não estiver, vai impor barreiras).

Perguntas para fazer ela ficar engajada

Agora citarei um pequeno compilado de perguntas úteis que você pode usar como exemplo. Perceba que algumas são de uma ligação emocional mais profunda (usados no conforto).

Preste atenção não apenas ao conteúdo, mas nas emoções que essas perguntas podem evocar, a diversidade de assuntos que elas podem se ligar, ganchos que trazem e o quanto da personalidade da garota é explorada. Perceba também como elas são incomuns e criativas, assim que suas perguntas devem ser.

 (OBS: Essas perguntas são de um experimento social famoso nos EUA. Em teoria, é cientificamente comprovado que ajudam a aproximar pessoas).

Pense em qualquer pessoa no mundo, quem você convidaria para jantar?

O que consiste um dia “perfeito” para você?

Diga três coisas que nós dois parecemos ter em comum.

Em quatro minutos, conte sua história de vida com o máximo de detalhes possível. Se você pudesse acordar amanhã com qualquer qualidade ou habilidade nova, o que seria?

Qual é a sua memória mais querida? Qual é a sua memória mais terrível?

Diga três afirmações verdadeiras a gente. Por exemplo, “Nós dois estamos nesta sala sentindo…”.

Falar o que gosta nela. Pedir para que ela fale o que gosta em mim. Coisas que não diria a um estranho; Compartilhar momentos embaraçosos.

Inversamente a esse experimento, há outro experimento feito por um youtuber, que em teoria poderia relaxar e divertir ambos. Acontece que esta brincadeira é um tesouro de ganchos. Veja esse pequeno recorte do compilado:

E ai, curte paçoca?

Só por segurança, você não sente prazer em espremer cravos neh?

Falar algo qualquer sobre signo.

Pizza doce ou salgada?

Tem um meme de gato favorito?

Bar, boate ou Netflix?

É Pixar ou Píxar? Falando nisso…

Qual a coisa mais estranha na sua família? Na minha tenho uma tia que dá bom dia pro sol.

São apenas exemplos. Não tem como aplicar um script na prática totalmente. O que você deve ter são anotações e ideias pra usar quando faltar assunto.

Por último, lembre-se: a fórmula não está no que você diz, mas como diz. Seu tato social pra manejar a interação adequadamente, e essa intuição é adquirida com prática.

Mesmo lendo todas estas regras, dificilmente você irá aplicá-las naturalmente da primeira vez. Então treine inclusive no seu dia a dia a maneira de conversar, essa capacidade de conversar taticamente leva a perfeição.

Renato Marques
Últimos posts por Renato Marques (exibir todos)

Entendi, mas o que eu faço agora?

Aprendi da maneira mais difícil que mesmo após ter entendido tudo o que está aqui, ainda sim é importante trabalhar o processo de sedução desde o inicio para ter sucesso com as mulheres.

Existem cursos presenciais de ótima qualidade mas que infelizmente possuem preços nem um pouco acessíveis, e portanto muitos homens que precisam desse conhecimento não vão poder ter acesso.

Como sei que é fundamental para ter sucesso com as mulheres aprender tudo sobre atração e sedução, digo por experiência própria que o curso do Bruno consegue te ensinar tudo o que você precisa saber para fazer qualquer mulher sentir fortes desejos por você.

Você vai perceber que os resultados do curso completo são bem mais satisfatórios do que aplicar uma única técnica por vez.

exclusivo