≡ Menu

Principais Pontos de Arrepio Feminino

pontos-de-arrepio-feminino

Você já deve ter ciência que as preliminares são de extrema importância. Desde o conhecimento das zonas erógenas que não são necessariamente sexuais até as dos picos de prazeres.

Dito isso é importante conhecer os principais pontos de arrepio do corpo feminino se você tem a intenção de maximizar o prazer antes mesmo de chegar com ela na cama.

Zonas erógenas gerais

Veja o corpo dela como um todo. Não vamos nos aprofundar para apenas não repetir o que tem em outros posts.

Mas orelha, cintura, parte interna das coxas, ante braços e parte interna dos braços, pescoço, parte baixa do abdômen, bumbum, nuca, costas, são algumas partes do corpo que você deve lembrar de tocar.

As carícias se tornam mais intensas se você se mover com energia fria. Isto é, se mova como se os toques fossem uma música sensual e o corpo dela fosse um violino.

Deslize os dedos, em alguns momentos de clímax, arranhe levemente, mas quase sempre deslizando seus dedos pelo corpo dela com um “toque macio”. Embora também possa no caso do bumbum e nuca, ter toque com maior pressão.

Na orelha, lembre-se de não colocar a língua no ouvido. E lembre-se de acrescentar pegada firme a cintura, nuca e bunda.

Seios e mamilos

Cerca de 30% das mulheres já tiveram um orgasmo a partir da estimulação dos mamilos.

Além disso um artigo da revista The Journal of Sexual Medicine mostra que a estimulação deles afeta a mesma área do cérebro de quando se estimula o clitóris. Tal é sua importância.

Para estimular os mamilos, comece pelos seios, passando as mãos e beijando as laterais, depois os segurando com as mãos enquanto faz movimentos circulares e provoca outra parte do corpo (beijando-a por ex).

Comece a se aproximar dos mamilos, lambendo ou usando seus lábios para massageá-lo. Conforme os provoca eles vão ficar mais duros.

Então você acrescenta pressão, pode por exemplo, prender eles levemente entre os lábios, dar petelecos com a língua, apertá-los um pouquinho para dentro e “fechá-lo” com os dedos pelas laterais, use a língua para provocar as bordas deles também, enfim.

Use a criatividade. Lembre-se, uma provocação “macia” antes, e quando eles endurecerem uma provocação com um pouco mais de pressão usando lábios, língua, etc.

Clitóris

O clitóris se localiza onde se inicia os lábios vaginais. Ele se enche de sangue e se torna mais visível conforme a garota está excitada. Antes disso, ele é muito sensível (e causa dor se estimulá-lo), daí a importância de boas preliminares.

Ele também pode ser ocultado pelos lábios, a qual você pode afastá-los para que quando for provocá-lo o contato se torne mais direto.

Lembre-se de provocar os arredores de dessa região com beijos e o deslizar de dedos até ele parecer pronto pare receber seu toque.

O clitóris tem uma estrutura interna semelhante à do pênis, todavia ele é mais sensível. Sendo assim os toques para com ele devem ser mais macios e deslizantes. Além disso deve haver um ritmo que ela gosta, e não mudanças de ritmo (a menos que seja uma forma de brincar com a mente dela, o que é um caso a parte).

Massageie ele com a língua macia ou com dedos de forma suave. Em linha ou semicírculos. Tente provar outra parte do corpo com sua mão livre. Comunique-se com ela.

Seria bom aprender diretamente dela que movimento ela prefere (pois cada garota adquire um gosto diferente com base na sua experiência). O ritmo que é um dos pontos chaves, também é individual.

Orgasmo Vaginal e ponto A/Y

O orgasmo vaginal, via de regra também é clitoriano, pois há uma parte do clitóris que se estende para dentro da vagina. Por isso estimulação mútua do clitóris e a penetração pode ser tão interessante pra ela.

 O orgasmo vaginal pode ocorrer de duas formas. Ou por uma penetração hábil que a estimule (tal como no clitóris), que visa provocar as laterais do canal vaginal ou se conseguir, massageando os pontos que ficam no fim do canal vaginal (o ponto A/Y).

Pra provocar um orgasmo vaginal padrão (pelas laterais), comece com a técnica de massagear os lábios e o clitóris com sua glande, seguida de estocadas rasas alternadas, lembrando também de escolher a posição ajeitando os ângulos, e por fim pra ajudar ela alcançar o clímax a técnica das estocadas firmes e precisas.

Nesse meio tempo, você pode tentar penetrar de forma sutil e massageante, fazendo movimentos que visem não de fato “Penetrar” mas, massagear ela por dentro.

O sexo selvagem é bom, mas leva ao orgasmo rápido (o seu) e você fica sem um “trunfo” que deveria ser guardado pro clímax dela. Fique mais “selvagem” conforme a coisa o clima esquenta.

A propósito, as preliminares e a excitação geral dela (inclusive o lado psicológico), faz as paredes vaginais se contraírem (por isso você não deve ter pressa ao excitá-la).

Quanto ao ponto A/Y, é necessário que seu pênis alcance o fim do canal vaginal e o preencha completamente (Aqui reside a vantagem de um pênis grande). Todavia um homem com pênis pequeno pode conseguir o mesmo efeito dependendo da anatomia dos corpos dos dois e se com a técnica de adequar os ângulos permitem suprir essa falta.

Nesse tipo de orgasmo a mulher também vai ter participação, é necessário que estejam em uma posição onde ela pode controlar a movimentação fazendo outros movimentos (como rebolar, levando o corpo pra frente e pra trás, ou ajeitar a forma que penetra se ela estiver por cima).

A melhor posição pra isso é a onde ela está sentada ou relativamente ereta e tenha liberdade pra fazer movimentos com o quadril. Já que é meio difícil pro cara acertar esses pontos sem ter a sensações táteis pra se guiar.

Ponto U

A uretra (local por onde sai a urina) fica entre o clitóris e a entrada da vagina. É uma área sensível, que pode levá-la ao orgasmo desde que você esteja estimulando outra área em conjunto.

Pequenos toques massageando e com a ponta da língua são uma forma de estimulá-lo. Coloque a pressão que você colocaria entre os estimulo do clitóris e a dos mamilos.

Ânus

Não é toda mulher que gosta, então tenha em isso em mente, pois agir sem perguntar sobre pode fazer ela te ver como desesperado e sem tato.

Para provocar essa região é necessário um relaxamento para que ela não esteja tensa e faça contrações em excesso. Seus dedos devem estar lubrificado. Massageie a rodinha enquanto aos poucos vai introduzindo os dedos e ganhando espaço.

Quando seu dedos começarem a entrar, vá devagar com penetrações rasas e ganhe espaço aos poucos. Até onde vai ir com isso depende do quanto ela aguenta e gosta.

Ponto G

Essa é uma área que está na parte interna da do canal vaginal, mais próxima a parte frontal do corpo. A poucos centímetros da entrada. A área é pequena como de uma moeda. E enrugada pois está cheia de terminações nervosas.

Ela só aparece quando se enche de sangue após a garota estar em um nível muito alto de excitação.

Um movimento de “Vem” com os dedos é o que se faz de forma padrão para massageá-lo.

Renato Marques
Últimos posts por Renato Marques (exibir todos)

Entendi, mas o que eu faço agora?

Aprendi da maneira mais difícil que mesmo após ter entendido tudo o que está aqui, ainda sim é importante trabalhar o processo de sedução desde o inicio para ter sucesso com as mulheres.

Existem cursos presenciais de ótima qualidade mas que infelizmente possuem preços nem um pouco acessíveis, e portanto muitos homens que precisam desse conhecimento não vão poder ter acesso.

Como sei que é fundamental para ter sucesso com as mulheres aprender tudo sobre atração e sedução, digo por experiência própria que o curso do Bruno consegue te ensinar tudo o que você precisa saber para fazer qualquer mulher sentir fortes desejos por você.

Você vai perceber que os resultados do curso completo são bem mais satisfatórios do que aplicar uma única técnica por vez.

exclusivo